As Vantagens da Castração

20/09/2012 09:00

A castração é uma cirurgia que consiste em um método definitivo de esterilização em cães e gatos, de ambos os sexos, para impedir a reprodução e prevenir algumas doenças, sendo recomendada a partir do 2ª mês de vida. Nos machos esta cirurgia é chamada de orquiectomia (OH), retirada dos testículos e nas fêmeas é chamada de ovariosalpingohisterectomia (OSH), retirada do útero e ovários.

 

Vantagens da castração:

 

Fêmeas:

- Antes do primeiro cio previne em 99% o risco de tumor de mamas e piometra (infecção de útero), que são as duas maiores causas de mortes nas cadelas;

- Evita a pseudociese, conhecida como gravidez psicológica ou falsa gestação, que é um distúrbio hormonal bastante comum em fêmeas após o cio.

- Evita a gravidez indesejada;

- Por deixarem de ter cio, deixam de atrair os machos e elimina a  inconveniente perda de sangue;

- Evita comportamento indesejado: como fugir de casa, miados, latidos e uivos excessivos durante o cio e brigas;

- Elimina o risco de tumores sexualmente transmissível;

- Evitar a perpetuação de doenças geneticamente transmissíveis como epilepsia, displasia coxofemural, catarata juvenil, etc.. (em animais que tiveram o diagnóstico dessas e outras doenças transmissíveis aos descendentes);

               

Machos:

-  Elimina o risco de tumores testiculares, perianais, prostáticos e sexualmente transmissíveis entre outros;

- Diminui a demarcação de território;

- Evita comportamento indesejado: como fugir de casa para se acasalar;

- Evita briga entre machos por causa de fêmeas no cio;

- Diminui a ansiedade e o estado de excitação tais como o hábito de montar em outros animais, pessoas ou até objetos;

- Evita e trata a hiperplasia prostática benigna (HPB), que consiste no aumento do tamanho da próstata, como resultado de um estímulo hormonal constante. Acomete cerca de 80% dos cães a cima dos 6 anos;

- Em gatos diminui o odor forte e desagradável da urina;

 

"Além dos benefícios relatados para os pets e para seus respectivos donos, atualmente a castração é o melhor método para evitar a proliferação de animais de ruas."

 

Alguns mitos:

- Vamos privar o animal de ter vida sexual?

Não. Para um animal o sexo é apenas o processo físico da reprodução. Como comer e beber é a garantia da sua sobrevivência individual, o sexo é a garantia da sobrevivência da sua espécie. Para o homem o sexo é uma finalidade em si mesma, para o animal é apenas a concepção de outros indivíduos. A prova é que a fêmea só aceita o macho quando está no cio, ou seja, quando o seu corpo apresenta uma exigência hormonal. Fora deste período, rejeita o macho de forma agressiva, o que quer dizer que para ela não existe uma situação de prazer relacionada com o sexo, e sim uma situação de necessidade hormonal. Por outro lado, o macho só procura a fêmea quando recebe a informação química que ela está com o cio.

 

- O animal engorda após a castração?

Não. A castração em alguns animais pode causar aumento de apetite, mas se a ingestão de alimento for controlada e o dono não ceder às vontades do animal, o peso poderá ser mantido.

Um animal que tem uma alimentação inadequada engordará operado ou não, sendo importante também fazer exercícios físicos freqüentes.

Observa-se que animais castrados quando jovens, antes de completar 1 ano de vida, apresentam menos sinais de aumento de apetite e menor tendência a se tornarem obesos. A obesidade pós castração é causada, na maioria das vezes, pelo dono e não pela cirurgia.

 

- A castração deixa o animal bobo?

Não. O animal ficará letárgico após a castração apenas se adquirir muito peso. Gordo, ele se cansará facilmente e não terá a mesma disposição. A letargia é consequência da obesidade e não da castração em si. Os animais na fase adulta vão, gradativamente, diminuindo a atividade. Muitos associam erroneamente esse fato à castração.

 

- O animal muda de comportamento?

 Depois da castração só se modificam os comportamentos ligados aos hormônios, como a marcação do território. Muitas vezes quem muda de caráter é o próprio dono, que se torna mais protetor e amigo do seu animal, ou porque tem pena por tê-lo castrado, ou porque o animal “já não incomoda tanto”. Em qualquer caso a mudança é sempre positiva.

 

- Uma fêmea deve ter pelo menos uma ninhada?
Não. Esta idéia é falsa. A reprodução é um processo hormonal e químico. Ter uma ninhada não lhe traz mais saúde. Relembrando a castração antes do primeiro cio, previne 99% o risco de tumores de mama.

 

- Eu sempre arrumo pra quem dar os filhotes?
Nem sempre isso é verdadeiro, sendo mais comum a atitude de querer se livrar de um problema. É sempre bom lembrar que uma fêmea pode gerar dezenas de filhotes que, por sua vez, crescerão e terão outras crias, multiplicando o problema. Para que deixar novos filhotes nascerem se não há lares suficientes para os que já existem?

 

- Ele não tomará mais conta da casa?
Os animais castrados não perdem o instinto de proteger seu território. Por outro lado, perde o indesejável costume de urinar em diversos cantos. Cabe ainda lembrar que animais castrados ficarão mais caseiros, deixando de se envolver em brigas na disputa de fêmeas.

 

Pense nisso, a castração só tem vantagens além do seu pet viver uma vida muito mais saudável você estará contribuindo para acabar com um grande problema de nosso país, os animais abandonados!


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!